Site de casamento

A segurança em eventos

 

As festas de casamentos estão cada vez mais exclusivas, sofisticadas e repletas de atrativos que inovam e marcam a comemoração de forma única, afinal, é o grande dia tão sonhado, esperado e planejado pelo casal. Entre os atrativos estão os shows pirotécnicos e a tradicional queima de fogos de artifícios, que encantam e atraem os olhares de todos os convidados. Porém, o casal deve estar ficar atento! Lindos, coloridos e reluzentes, os artefatos podem ser causadores de incidentes e acabar com a festa. Os acontecimentos atuais farão com que a exigência de cuidados por parte das noivas contratantes de espaços de eventos seja ainda maior e mais acirrada.

 

“As atrações não devem ser abolidas das festas, mas os casais devem sempre ter cuidados relevantes com o local do evento e as precauções precisam existir tanto em locais fechados quanto em ambientes abertos”, afirma Vera Simão, presidente da ABRAFESTA. “Alvarás, licenças e outras regras devem ser seguidas para que o evento seja seguro e todos os presentes aproveitem e guardem ótimas lembranças”.

 

Esta também é uma das preocupações contidas no Manual de Boas Práticas, recém-lançado pela ABRAFESTA. A publicação direcionada para o mercado de eventos tem um capítulo dedicado aos alertas sobre as exigências que os Espaços de Eventos devem cumprir.

 

5.7 Espaços para eventos

• Possuir licença de operação ou autorização de funcionamento (alvará de funcionamento, laudo do Corpo de Bombeiros e Cadam).

• Manter o espaço em conformidade com a Lei 11.986, de 16/1/96, Lei do Silêncio Urbano – PSIU, investindo no tratamento acústico.

• Explicitar o número e a distribuição de copas/cozinhas e sanitários para portadores de necessidades especiais.

• Informar prazo para solicitações extras, como pontos de luz.

• Informar existência de estacionamento terceirizado ou do espaço.

Ficar atento à existência de seguros de trajeto e de pátio, número de manobristas e suas documentações, legislações específicas e seguro de objetos em veículos.

• Comunicar à CET sobre as datas de eventos, quando o espaço possuir estacionamento/serviço de manobrista próprio e exigir essa comunicação por parte de empresas contratadas, no caso de terceirizar o serviço.

• Receber a programação de entrada de fornecedores, preferencialmente com 10 dias de antecedência.

• Informar claramente o horário para montagem e desmontagem de eventos e as respectivas penas pelo não cumprimento.

• Especificar a existência de local para carga e descarga, se possui portas diferenciadas de acordo com o tamanho e os horários em que devem ocorrer.

• Explicar o destino e trajeto do lixo proveniente da montagem, desmontagem e do evento em si: se deverá ser levado pelos fornecedores ou não.

• Especificar a existência ou não e a quantidade de lixeiras de grande porte disponíveis no espaço.

• Sugerir uma visita técnica dos fornecedores com 30 dias de antecedência ao evento.

• Possuir câmeras de segurança.

• Informar no contrato que a responsabilidade pelo pagamento do ECAD, se necessário, será do cliente.

 

Fontes:
Manual de Boas Práticas – ABRAFESTA – Associação dos Profissionais, Serviços para Casamento e Eventos Sociais.
Love and Dream

Leave a Reply