Site de casamento

Tipos de tecidos do vestido da noiva

Vestido de noiva é um vestido. ponto. Um vestido muito bonito mas, pense assim: É um vestido. E assim como você tem alguns vestidinhos no guarda-roupa de diferentes tecidos, assim pode ser seu vestido. Mas, como estamos falando de um vestido BONITO para um dia especial,  há certos tecidos que mais se utilizam. Aqui vão seus nomes e modelos onde aparecem.

 

Lindo vestido, não é?

É o famoso modelo princesa. Tem esse busto em renda que é maravilhoso e essa linda: SAIA DE TULE.

Essa saia de tule é composta por 3 tipos diferentes de tule e mais de 6 camadas. As duas primeiras, as que se veem, são de tule francês que é bem fininho e delicado. As três próximas camadas internas são de tule comum e as três últimas de tule filó, um tule que você não dá nada por ser mais rígido. Só que é este último tule que faz a diferença na saia dando volume. Pra fechar com chave de ouro, há uma saia de crepe que impede que o tule fique em contato com a sua pele e a irrite.

 

Outra coisa que faz toda a diferença neste vestido é a presença de um saiote. O saiote que é colocado abaixo de todas as camadas do vestido, usa o tule filó para dar armação. Olhe ele aí e a diferença do vestido com e sem saiote:

 

Próximo tipo de tecido: A organza Cristal. Ele é um tecido beeeem levinho e neste vestido, ela foi cortada em tiras de uma forma chamada jobô que as deixam soltas. Também a outros tipos de organza e formas de aplicá-la. É um tecido que mesmo mais econômico, se bem trabalhado, transforma o vestido em arte.

O Cetim é um tecido mais encorpado e pode ser feito de poliéster ou até de seda. É macio e brilhoso de um lado e mais apagado do outro. É desses tecidos de acabamento mais elegante e bacana de ser usado em vestidos invernais. Já o Cetim de Seda mais leve, seguido do Crepe que é mais leve e ainda. O Crepe não tem brilho.

 

 

Aqui vai uma lista de outros tecidos mais comuns para vestidos:

Chiffon: Tecido de seda, muito leve e transparente. Perfeito para uma segunda camada ou mangas esvoaçantes.

Zibeline: Tecido firme e bastante estruturado, usado para corpetes;

Renda: Malha aberta com uma série de desenhos costurados sob ela;

Seda: Dizem os entendidos que a verdadeira seda, além de super cara, é raramente usada por se tratar de um tecido tão delicado que tem de ser manejado com o maior cuidado do universo. Daí que existem as variações mais baratas como a seda artificial ou a seda vegetal.

Shantung: Seda virgem com textura, brilho e um grão muito pronunciado. Parece com a seda selvagem, mas é mais ecômica.

Tafetá: Tecido fino e acetinado feito de fios de seda retilíneos, com um resultado extremamente uniforme e resistente.

Fonte: Casando sem grana

Leave a Reply